DOR NO OMBRO | SÍNDROME DO IMPACTO DO OMBRO | FISIOTERAPIA

Atualizado: Jan 28

A síndrome do impacto do ombro causa dor no ombro acometido e pode ter diversas causas como a existência de algum osteófito (“esporão”) no acrômio ou alterações de posição da escápula por desequilíbrios musculares que provocam uma redução do espaço subacromial e um atrito aumentado do tendão do supraespinhal e da bursa no acrômio. Também pode ser causado por instabilidade, fraturas mal consolidadas ou calcificações tendíneas.


O que é Síndrome do Impacto? É um conjunto de sinais e sintomas decorrentes do atrito dos tendões do manguito rotador e da bursa no osso do acrômio.


Esse quadro é chamado de impacto subacromial.


O acrômio é uma região óssea da escápula (chamada antigamente de omoplata) que forma uma espécie de “túnel” aonde transitam tendão do supraespinhal junto com a bursa.


A síndrome do impacto pode ter diversas causas como a existência de algum osteófito (“esporão”) no acrômio ou alterações de posição da escápula por desequilíbrios musculares que provocam uma redução do espaço subacromial e um atrito aumentado do tendão do supraespinhal e da bursa no acrômio.


Também pode ser causado por instabilidade, fraturas mal consolidadas ou calcificações tendíneas.


Quadro clínico O quadro inicial geralmente inicia com dor na face lateral do braço quando o paciente realiza atividades com as mãos acima do nível da cabeça. Dor noturna também é uma queixa comum nesses quadros.


O exame físico é essencial para a identificação dos principais fatores relacionados ao impacto subacromial.


A avaliação é feita através de anamnese e de testes funcionais que simularão o impacto e testarão a integridade do manguito rotador e demais estruturas.


Exame de imagem: Os exame de imagem são realizados para complementar o diagnóstico médico.


A radiografia de ombro é o primeiro exame. Em casos crônicos e quando há suspeita de ruptura do manguito rotador a ressonância magnética é o exame mais indicado.


A ultrassonografia (ecografia) está cada vez mais em desuso nesses casos por apresentar um alto índice de falso-positivo e falso-negativo.


Tratamento da síndrome do impacto do ombro: O tratamento é planejado tendo como base a identificação das principais causas do impacto.


Caso haja um desequilíbrio muscular ou de movimento que esteja contribuindo para a redução do espaço subacromial e favorecendo o impacto, a fisioterapia é o tratamento mais indicado. Quando o desequilíbrio está somado a lesões mais importantes ou alterações anatômicas que dificultem ou impeçam a resolução dos sintomas, o tratamento cirúrgico pode estar recomendado.


A descompressão subacromial artroscópica é tratamento padrão

ouro para os casos de síndrome do impacto refratárias ao tratamento conservador.


As características variáveis de cada caso torna necessária uma avaliação médica mais detalhada para o planejamento cirúrgico adequado.


#síndromedoimpactodoombro #sindromedoimpacto #ombro #fisioterapia #fisiorunnebrasil

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo