Quais os benefícios da Corrida de rua?

A corrida de rua é um esporte democrático onde todos podem fazer usar um bom tênis, realizar um treinamento especifico como fazemos aqui na fisio runner brasil. Neste post iremos listar os principais benefícios da corrida de rua.



Os principais benefícios da corrida de rua são vários e além disso correr na rua tem outras vantagens como a possibilidade de correr em qualquer momento do dia, sozinho ou acompanhado.


Aqui esta a lista de alguns benefícios que você pode encontrar na corrida de rua:


  1. Proteger de doenças como o câncer, doenças cardiovasculares;

  2. Melhorar a qualidade do sono;

  3. Combater a depressão;

  4. Reduzir o risco de diabetes, infarto e AVC;

  5. Estimular a formação de neurônios e melhorar a memória;

  6. Fortalecer os músculos e os ossos, e diminuir o risco de osteoporose;

  7. Aumentar a disposição para a rotina diária;

  8. Emagrecer porque queima gordura;

  9. Aumentar o condicionamento físico;

  10. Melhorar a respiração;

  11. Aumentar a autoestima;

  12. Controlar a pressão arterial;

  13. Aumentar a massa muscular;

  14. Fortalecer o abdômen e aumentar os glúteos;

  15. Aumentar a expectativa de vida.

Estes benefícios podem ser alcançados ao praticar a corrida sozinho ou acompanhado com um grupo de amigos, mas maiores benefícios ocorrem quando existe um maior nível de dificuldade na corrida, como por exemplo correr contra o vento, corre em subidas, correr subindo escadas, correr na areia etc.

No entanto, para começar a praticar a corrida deve-se começar devagar, correndo pequenas distâncias numa superfície plana e ir aumentando o percurso gradualmente à cada 2 semanas, ou conforme orientação do seu professor.

Aqui na Fisio runner Brasil os nossos alunos passam por um programa de aprendizado e fortalecimento para iniciar seus primeiros passos na corrida de rua.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A Síndrome de Haff é uma patologia que pode progredir para um quadro grave – a rabdomiólise. Pacientes que apresentam essa síndrome relataram ter ingerido pescado nas últimas 24 horas. A sindrome de